Início / Hqs e Livros / Ler quadrinhos não está nada fácil.

Ler quadrinhos não está nada fácil.

marvel-dc-projeto-supremo2

Fui pegar pra ler DC Rebith que é (mais) um reboot do universo DC pra ver o que está acontecendo e logo na primeira pagina já me avisam que aquilo é uma continuação direta de acontecimentos de Liga da Justiça 50 e Superman 52, para eu voltar e ler essas duas edições antes de prosseguir.

E justamente ai está meu problema atualmente com a HQ’s, o fato de não poder simplesmente pegar algo pra ler sem ter que depender de ler trocentas outras coisas para me posicionar e entender o que está acontecendo.

E isso porque não sou leitor novato, leio quadrinhos há mais de 20 anos, entre fases de mais ou menos leitura, como agora, por exemplo, onde não estou acompanhando as mensais e leio mais histórias fechadas ou arcos antigos. Se para eu é complicado embarcar em alguma série atual imagina para quem quer ingressar nesse tipo de leitura agora.

all-new-xmen-quadrinhos-marvel

Eu sei que já nos anos 90 não era fácil pegar uma revista do X-Men no meio do caminho sem ficar perdido. Mas as coisas atualmente estão num ritmo ainda pior. Ou eu que fiquei velho demais pra isso, pode ser também. Mas lembro que não era tão difícil pegar uma revista do Homem-Aranha ou do Batman e prosseguir dali sem muitos problemas. O universo desses personagens não era tão vasto e você conseguia com poucas ou 1 edição só ser posicionado dentro da história.

Recentemente li a saga Aranhaverso. Foram 22 edições. Até ai, em teoria eu não precisaria ler as 22 edições, eu podia ter focado só na minissérie principal, mas isso teria feito com que a história ficasse muito incompleta, e visto que já não é uma história das melhores, ficar faltando pedaços dela seria ainda pior. E são tantos personagens, tanta bagagem, que se você quiser entender direito mesmo, bom, boa sorte em procurar todos os títulos relacionados ao Aranha, porque eu perdi a conta.

Vira e mexe tanto a Marvel quanto a DC vem fazendo constantes reboots nos seus universos que é para tentar zerar a cronologia e atrair novos leitores. Sejam pessoas que estão entrando no mundo dos quadrinhos agora por conta dos filmes, seja pra arrumar a própria cronologia que com o tempo vai ficando bagunçada, o fato é que isso não tem dado muito certo.

All-New-All-Different-Marvel-1

Já me perdi totalmente nos Marvel Now, all Different, All New sei lá o que, nos Novos 52, Rebirth, e seja lá o que for. As editoras, em nome de aproveitar a onda dos filmes e tentar trazer novos leitores estão bagunçando ainda mais as coisas, que o diga a DC com seus novos 52 que foi uma trapalhada monstra onde deixaram o lado criativo de lado para focar no lado comercial. Não foi a ideia mais brilhante da editora e já estão tendo que voltar atrás novamente.

No caso da DC e dos novos 52 a estratégia foi tão errada que até alguns dos principais nomes da editora acabaram largando a DC por discordarem dos rumos que estavam sendo tomados, casos como o de George Perez e Alex Ross são os mais emblemáticos.

novos 52 projeto supremo

Como você vai indicar uma HQ para uma pessoa que está empolgada e querendo ler um quadrinho e explicar para essa mesma pessoa que para isso ela vai ter que entender toda uma cronologia confusa que vive mudando a todo o momento?

– Então a fase do superior Homem-Aranha tá bem legal, dá uma lida.

– legal, acho o Homem-Aranha da hora, adoro o Peter Parker.

– Bom, na verdade esse Aranha não é o Peter Parker, é o Dr. Octopus no corpo dele

– Como assim??

E ai até você posicionar a pessoa nisso talvez ela já tenha perdido o interesse de tentar entender. Isso porque ela nem chegou à parte que do nada aparece um Homem-Aranha 2099 na história, um Miles Morales, umas 5 mulheres a Aranhas e por ai vai. Ou vai tentar explicar que o Thor agora é uma mulher ou o Falcão é o Capitão América.

Dc-Comics-Projeto-Supremo

Claro que tem exceções, ainda tem coisas bacanas para apresentar as pessoas, séries atuais que se focam mais nelas mesmo como a série da Ms. Marvel Kamala Khan, que é algo que dá pra acompanhar sem ter tanta bagagem e é uma série que consegue fazer referência ao universo Marvel sem se complicar toda. Embora esses casos sejam meio raros, é legal saber também que com o crescimento do numero de personagens ganhando revista própria, a chance de termos mais Kamalas Khans surgindo por ai é promissora.

Caso você queira começar agora a acompanhar Liga da Justiça, Vingadores, Superman, Homem-aranha, ou qualquer um dos medalhões das duas editoras, é bom ter muita paciência e tempo pra se posicionar sobre o que está acontecendo nas revistas.

DC-Comics-Rebirth

Espero de verdade que DC Rebirth seja um bom recomeço para a DC voltando a origem de alguns personagens icônicos que foram bem mal tratados nos últimos anos e que mais e mais pessoas possam pegar um gibi e seguir dali pra frente sem se preocupar em entender anos e anos de uma cronologia toda bagunçada. Mas sei que estou sendo otimista demais, que daqui a pouco já vão começar a bagunçar tudo de novo e será questão de alguns anos para que tenhamos um novo reboot para consertar as besteiras que vierem a ser feitas.

E deixando claro que isso não é privilégio de uma ou outra editora, tanto Marvel quando DC vem sofrendo constantemente desse mesmo mal. Salvam-se boas histórias no meio disso tudo? Sim, sempre tem algumas coisas boas, mas em geral estão ligadas a personagens de menor importância, onde os roteiristas podem inovar e arriscar mais, onde eles têm mais liberdade para trabalhar. Mas a questão é que os medalhões mesmo, personagens como Homem-Aranha e Batman,  estão envolvidos no meio de um turbilhão de histórias confusas e ruins e fica difícil tentar indicar para alguém ler as histórias atuais deles.

Gostou? Compartilhe!!!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Sobre Oni

Especialista em compras compulsivas. Mestre em largar jogos pela metade. Doutor em Leitura de livros com figuras. Príncipe em assistir séries pela metade . Rei da procrastinação. Deus do meu mundo.

Deixe uma resposta